top of page
  • Ingrid Miranda

DICAS de ouro para você aprender um novo idioma

Essa semana eu publiquei no meu canal do YouTube um vídeo dando dicas preciosas que me ajudaram muito enquanto eu estava aprendendo inglês e espanhol. Na verdade, eu ainda estou aprendendo: acho que um idioma que não é nativo nosso sempre é um eterno aprendizado, uma eterna prática da pronúncia, descobertas de novos termos/gírias - coisas que só aprendemos com o tempo.


De toda forma, consegui alcançar níveis muito bons nos dois idiomas e estou sempre praticando para acostumar meu cérebro com as novas palavras. Vou numerar algumas das minhas dicas mais valiosas, mas acredito que o aprendizado é algo muito individual e, às vezes, o que foi positivo para mim não tenha o mesmo resultado para você.


Minha dica #1: Perca a vergonha

Essa é a minha primeira e MAIS importante dica para quem está começando a aprender um outro idioma: PERCA A VERGONHA DE FALAR! O que acontece muito, e já aconteceu comigo também, é que no início quando ainda não sabemos muitas palavras ou verbos etc, a gente se sente inibido de falar o pouquinho que já sabemos. Isso pode acontecer durante uma viagem, em uma roda de amigos que estão conversando em inglês (por exemplo) e, mais comumente, na sala de AULA!


Sabe aquela coisa que 'ninguém nasce sabendo'? É a mais pura verdade. A gente nasce 'cru' e, ao longo da vida, vamos adquirindo conhecimento sobre os mais variados temas. E com o nosso segundo, terceiro, quarto (...) idioma não é diferente: precisamos aceitar que vamos começar do zero, que vamos ter dificuldade em vários momentos, que vamos errar ao tentar nos comunicar - mas que tudo isso faz parte do aprendizado.


E, tendo isso dito, eu reafirmo: não tenha medo de errar. Sempre que você tiver a oportunidade, fale (e muito) tudo o que você "sabe" e, aos poucos, você vai perceber que você sabia muito mais do que imaginava e que, ao perder o medo de verbalizar, você praticou todo aquele conhecimento adquirido anteriormente!


Minha dica #2: Assista séries

Eu frequentei cursinhos de idioma quando mais nova mas, confesso que, não atribuo o meu resultado à eles. Sinto que desenvolvi melhor minha compreensão e minha pronúncia assistindo séries de TV (F.R.I.E.N.D.S. principalmente). Além disso, músicas também são uma forma bem dinâmica de ajudar seu cérebro a assimilar outras línguas.


Minha tática ~ infalível ~ é: assista séries, filmes etc com o idioma original e a legenda no mesmo idioma. Dessa forma você vai estabelecer uma conexão com o cérebro com duas habilidades ao mesmo tempo: a leitura e a compreensão. Vai, também, aprender a pronuncia e a escrita de determinadas palavras e visualizar como as frases são montadas nos diálogos, de acordo com a pessoa e o tempo verbal. Pra mim foi uma forma que me ajudou MUITO a aprender em um menor período de tempo.


Minha dica #3: Pratique

Praticar é uma das dicas mais importantes pelo simples fato de que, se você não manter aquele tema/assunto fresco na sua mente, o tempo leva. Por mais que você tenha morado anos em outro país, tenha aprendido outro idioma e se comunica perfeitamente, se você passar um longo prazo sem a prática daquele conhecimento adquirido, você vai esquecer ou, no mínimo, ter MUITA dificuldade para lembrar - e para voltar ao seu nível anterior.


Quanto mais você praticar, seja assistindo séries, escutando música ou fazendo aulas, melhor será a assimilação automática do seu cérebro com o novo idioma e, assim, será uma qualificação eterna - tanto na vida quanto no seu currículo.


O espanhol, por exemplo, é muito pouco validado pelas pessoas. Nós, brasileiros, acreditamos que espanhol e português é tudo a mesma coisa - e que por termos nascidos falando o segundo, naturalmente, sabemos falar o primeiro. NÃO É BEM ASSIM. Os falantes de espanhol não compreendem quando conversamos em português, embora muitas palavras do idioma deles seja bem assimiladas por nós.

Por isso a prática é importante: vamos aprender as diferenças e pronúncias, assimilando no nosso inconsciente a diferença entre as duas línguas. Eu vivi isso na pele quando me mudei para Buenos Aires pela primeira vez e demorei muito mais tempo para aprender o espanhol mesmo do que demorei para aprender inglês, pela simples cultura de acharmos que ambas as línguas são a mesma coisa.


Minha dica #4: Use e abuse dos aplicativos

Você provavelmente conhece algum tipo de aplicativo de idiomas. O que eu tenho maior afinidade é com o Duolingo e, foi através dele que eu aprendi francês. Muitos desses aplicativos possuem uma ferramenta de prática online, onde você pode conversar com nativos do idioma que você quer aprender e, dessa forma, colocar em prática tudo o que você está aprendendo durante as sessões de aula.


Como é fácil perceber, a escrita/leitura/compreensão são habilidades mais fáceis de serem aprendidas, uma vez que a fala demanda muito mais coragem e assimilação da outra língua. Nesses aplicativos as habilidades que são melhor trabalhadas são as mesmas que eu mencionei no início, deixando um pouco a desejar quando o assunto é comunicação verbal.


Mas, ainda assim, todas as habilidades são importantes para que, juntas, te capacitem com um nível intelectual muito mais alto naquele idioma. Por isso, acredito que valha muito a pena ter um desses apps instalados no seu celular e, sempre que você tiver um tempinho (no caminho do trabalho pra casa, enquanto espera o ônibus, na sala de espera do médico), você pode praticar muito mais!


Minha dica #5: Aprenda verbos!

Eu sempre me perguntei "o que é mais importante: verbos ou vocabulário?". Acho que minha resposta, hoje, seria verbos. Através dessas palavrinhas mágicas a gente aprende a se comunicar de maneira correta nos mais variados tempos verbais. Por isso, verbos são essenciais na hora de se capacitar em um novo idioma. Você consegue ter uma maior abrangência das palavras e compreensão das sentenças quando você, finalmente, tem domínio da gramática e, vocabulário, vem junto com a prática.


Nos cursinhos de idioma você vai ter muitas aulas gramaticais e, acredite, elas são as mais importantes! Mas, se você está tentando aprender por conta própria, uma solução é comprar um livro de idioma (em qualquer livraria você encontra) ou, até mesmo, consultar a gramática online e ir estudando os verbos que você achar que são os mais importantes/necessários para o dia a dia.


DICA BÔNUS: Aproveite as oportunidades

Gente, a vida é feita de oportunidades! Aproveite cada viagem, cada contato e cada chance de fazer um intercâmbio, por exemplo, e PRATIQUE o seu segundo idioma! Muitas vezes, quando compramos uma viagem internacional, ou pensamos em fazer intercâmbio, acabamos nos deixando levar pela conveniência de fazer amizades com brasileiros e acabamos vivendo naquela bolha confortável - mas que não está acrescentando em nada no nosso aprendizado.

Além disso, é verdade que, quando moramos no lugar onde a língua nativa é justamente o idioma que estamos aprendendo, é a forma mais fácil de aprender: porque, a TODO MOMENTO, estamos praticando, seja na hora de fazer supermercado, pagar uma conta, pedir um táxi... e, aos poucos, nosso cérebro ~ naturalmente ~ vai assimilando aquele idioma tão diferente. Então, se você tiver a chance de viajar, de morar em outro país (e vou falar em outro post sobre como fazer isso de forma mais econômica), FAÇA! E você vai sentir como sua comunicação e compreensão vai melhorar incrivelmente, além de você aprender muito mais sobre. vida e você mesmo!



Bom, essas foram as minhas dicas essenciais para aprender um novo idioma!

Espero que eu tenha te ajudado e que você se sinta mais motivado a começar hoje seu aprendizado!


Ah, eu vou amar se você tiver alguma dica/experiência para compartilhar comigo! Deixa nos comentários que eu vou responder ASAP :)


Mil beijos! <3

bottom of page